Carlos Aragao

Rookie - 23 Points (10-17-1959 / Brazil)

Diferenças. - Poem by Carlos Aragao

De todas as diferenças,
A mais complexa e a das almas,
Duas almas gêmeas quando se encontram,
Transformam-se em tempestades atemporais...

Aproximam-se ao afastar-se,
Afastam-se ao aproximar-se,
Numa coesão mesmo na separação,
Num eterna onda que desconhece a razão.

Estarão eternamente juntas,
Ligadas e fatigadas,
Numa eterna ilusão que podem e devem...
Conviver separadas...

De todas as diferenças,
A mais complexa e a das almas,
Que juram eterno amor,
Mesmo estando separadas.

No mais simples momentos,
Vão estar sempre ligadas,
E a sina e também desejo,
Que governam estas almas...

São perdidas por natureza,
Perderam-se ao encontrar-se,
Não se entregaram o suficiente,
Tornaram-se incoerentes...

Sobrevivem entre risos e disparidades,
Ocultando de si mesmo a mais simples verdade,
Ocultam a dor e a realidade,
Que convivem, todavia juntas, na saudade...

Não são mais que um traço do que seriam.
Ao negarem sua natureza, nada as acalma...
De todas as diferenças...
A mais complexa e a das almas.


Comments about Diferenças. by Carlos Aragao

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Saturday, January 26, 2013



[Hata Bildir]