Carlos Aragao

Rookie - 28 Points (10-17-1959 / Brazil)

Amor - Poem by Carlos Aragao

O amor nao permite duvidas.
O amor e único, inequívoco e perene.
Amar e como renascer e pertencer…
Ser súdito e completamente leal.

Nada nem ninguém ama e desama.
O amor e único, e nao se divide.
Ou amas, ou te perdes, entre ilusões do que nao e amar,
Entre sonhos de ondas que nunca vão chegar.

Não existe incerteza no amor.
Viver por viver nao vale o desperdicio da dor.
No amor e na alegría, existe uma esperança,
Que transforma cada momento em uma alegre lembrança.

Que seria do amor, sem as lembrança do amanha?
Que seria do amor, sem a esperança do que passou?
Amar e um trajeto de esperanca,
Com a ilusão de uma ultima dança.

Amor e desprendimento,
Das vidas que vou seguir vivendo…
O amor que te tenho e o mais ferrenho…
A ultima dor deste lamento.

Nao me mereces, eu sei….
Mas nao posso mudar o sentimento.
Te quero a cada segundo,
Te sinto presente em cada momento.

E te amo, te amo…
De uma maneira mais que errante.
Entre sonhos perdidos,
E momentos nunca vividos.

Me desespero por nao encontrar,
Uma maneira de te conquistar.
E o descontrole de nao poder….
…Deixar de te amar.

E esta certeza, inconsolavel,
Que comigo convive…
De que no fundo…
…Jamais te tive.


Comments about Amor by Carlos Aragao

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Wednesday, January 2, 2013

Poem Edited: Friday, June 7, 2013


[Hata Bildir]