Paula Silvestre

Rookie (12-22-1967 / portugal)

Uma Casa Sem Amor (In Portuguese) - Poem by Paula Silvestre

amor na rialidade
e a algema mais forte
que faz com que a sociadade
modere bem o seu porte

seria um paraiso
o mundo sem cadeia
houve-se amor e sorriso
mas o amor escaseia

porque o amor tem raizes
causa a intimidade
faz as pessoas felizes
unindo a sosiadade

ele inventa desavensas
e quando ha contentamento
cura ate certas doencas
alevia o sofrimento

quando o sofrimento dura
com amor se e capaz
de se fazer meia cura
a outra entao deus faz

mas o mundo interesseiro
hoje com todo o forvor
so da valor ao dinheiro
fica de parte o amor

todo amor que nos damos
e como baluarte
trofeu para deus levamos
quando do mundo se parte

by reinalde pinto


Comments about Uma Casa Sem Amor (In Portuguese) by Paula Silvestre

There is no comment submitted by members..



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?



Poem Submitted: Friday, February 22, 2008

Poem Edited: Friday, February 22, 2008


[Hata Bildir]