Treasure Island

Carlos Aragao

(10-17-1959 / Brazil)

Sangrando


Olhei para a lua hoje e já não era minha,
Era nossa...
E não me pertencia.

Dos ocasos desta vida,
A maior perda e o luar.

Estrelas pulsantes, luar insinuante,
Vidas perfeitas,
Uma vez delirantes...

De todas as luzes,
A que mais me falta e você.
Uma vez farol seguro,
Hoje um caminho obscuro...

Todos os ventos do norte,
Hoje me sopram saudades,
Lembranças sussurradas,
Numa brisa de amenidades.

De todas as montanhas,
A única inacessível e você.
Antes era caminho seguro,
Hoje uma ilusão sem futuro.

E que te venham homens bradando,
De seu amor e suas certezas,
O único caminho comum,
Convive em nossas tristezas.

Eu que não me pertenço,
Que me perdi em um lamento,
Sou hoje nada mais que lembranças,
De uma poesia jogada ao vento.

Vidas e vidas vão passar...
Perdidas neste luar.
Flores e flores vão morrer,
Esperando este alvorecer.

Pedras perdidas,
Jamais serão encontradas,
Ficamos com as asas partidas,
No meio desta jornada.

E pelos caminhos jamais percorridos,
As únicas sobras somam quase nada,
O vento sussurra versos doloridos,
Numa casa desabitada.

Entre chuvas repentinas,
Lavamos a alma doente,
Misturando água e lagrimas,
Chorando este amor ausente.

Mas o palco nos chama,
Para uma nova direção,
E seguimos fingindo alegria,
Num rompante de ilusão.

E seguem luas, ventos e mares,
Pedras perdidas, e novos lugares.
Só nos resta caminhar...
(Já não podemos voar)

O palco nos esta chamando...
Temos que seguir!
Na ilusão de que estamos sonhando,
(Sempre sorrindo)
Com nossas almas sangrando.

Submitted: Friday, February 01, 2013

Do you like this poem?
0 person liked.
0 person did not like.

Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?

Comments about this poem (Sangrando by Carlos Aragao )

Enter the verification code :

There is no comment submitted by members..

Top Poems

  1. Phenomenal Woman
    Maya Angelou
  2. The Road Not Taken
    Robert Frost
  3. If You Forget Me
    Pablo Neruda
  4. Still I Rise
    Maya Angelou
  5. Dreams
    Langston Hughes
  6. Annabel Lee
    Edgar Allan Poe
  7. If
    Rudyard Kipling
  8. I Know Why The Caged Bird Sings
    Maya Angelou
  9. Stopping by Woods on a Snowy Evening
    Robert Frost
  10. Invictus
    William Ernest Henley

PoemHunter.com Updates

New Poems

  1. Sorry I came but I must come, Victor Cruickshank
  2. Accepting You, RoseAnn V. Shawiak
  3. No Survivors, Victor Cruickshank
  4. Accumulation Of Essence, RoseAnn V. Shawiak
  5. When, Victor Cruickshank
  6. Growth and Change, Victor Cruickshank
  7. A Class to Remember, Victor Cruickshank
  8. Dedication, Victor Cruickshank
  9. On his greatness, Laxman Rao
  10. Frankenstein, Victor Cruickshank

Poem of the Day

poet Henry David Thoreau

My books I'd fain cast off, I cannot read,
'Twixt every page my thoughts go stray at large
Down in the meadow, where is richer feed,
And will not mind to hit their proper targe.
...... Read complete »

   
[Hata Bildir]