Learn More

Carlos Aragao

Rookie - 14 Points (10-17-1959 / Brazil)

Herois


Submito, a mim mesmo,
Esta missao, esta sina,
De ser nada mais que perfeito.

E a cada dia, minuto e segundo,
Sigo vivendo vidas alheias,
Imaginando realidades,
Pisando areias de praias inexistentes,
E lavando, com sal, uma alma que nao me pertence.

Me busco, te vejo, e nao me encontro,
Me vejo, te encontro, e me perco,
Num movimento perpetuo,
Uma mare eterna, de dor e saudade.

Vivo o que nao sou,
E idealizo o que nao posso ter.
Ilusiono meu mundo,
Numa farsa, um carnaval perene...

E me imagino o melhor dos homens,
Porque eu tenho, dentro de mim,
Um universo de sonhos,
Um nao acabar de estrelas,

E me imagino, como seria,
Uma vida sem soldados,
Sem ladroes,
Sem assassinos...

Uma vida serena,
Repleta de herois,
Ghandis e Burman monks,
Num cafe(a margem esquerda do Sena)

Comemorando flores,
Bebendo da essencia da vida,
Sem medo, sem solucoes,
E cheios de esperanca...

Me imagino o melhor dos homens,
Porque sei que dentro de mim,
Convive paz, alegria e harmonia,
Numa luta eterna, sem fim...

Numa guerra logica,
Sem armas ou conquistas,
Um prazer de modificar,
E a sensacao de nao saber onde estar.

Perdido sigo,
Buscando esse heroi,
Vitima de si mesmo, cheio de ilusoes,
Num limbo de dores e paixoes.

Perdido sigo,
Num mundo a que nao pertenco,
Idealizando uma vida inexistente,
Um paraiso quente, ardente.....

Perdido sigo,
Neste inferno de puro gelo,
Sem herois, sem ideias, sem palavras....

Perdido sigo,
Neste caminho sem dono,
Sem outra estacao, senao outono,
De arvores nuas, amarelas e anemicas,

Perdido sigo,
Nesse mar de incertezas,
Despido de toda cor, odio ou pavor,
Chorando por mim, por voce e quem mais seja,

Chorando sem culpa,
E sem saber o porque,
Porque o choro sem afinidade,
Te brinda paz e tranquilidade.

Ha que chorar! ! !
Por voce, por mim, pelo mundo...
Ha que chorar! ! !
Pelo que seriamos,
E jamais seremos....

Ha que chorar, pelas almas perdidas,
Pelos corpos partidos,
Por monjes serenos,
E guerreiros desesperados.

Submitted: Tuesday, October 16, 2007
Edited: Saturday, April 16, 2011

Do you like this poem?
0 person liked.
0 person did not like.

What do you think this poem is about?



Read this poem in other languages

This poem has not been translated into any other language yet.

I would like to translate this poem »

word flags

What do you think this poem is about?

Comments about this poem (Herois by Carlos Aragao )

Enter the verification code :

There is no comment submitted by members..

PoemHunter.com Updates

Poem of the Day

poet Ralph Waldo Emerson

Knows he who tills this lonely field
To reap its scanty corn,
What mystic fruit his acres yield
At midnight and at morn?

In the long sunny afternoon,
...... Read complete »

   

Trending Poems

  1. 04 Tongues Made Of Glass, Shaun Shane
  2. Still I Rise, Maya Angelou
  3. Do Not Go Gentle Into That Good Night, Dylan Thomas
  4. Phenomenal Woman, Maya Angelou
  5. The Road Not Taken, Robert Frost
  6. Fire and Ice, Robert Frost
  7. Stopping by Woods on a Snowy Evening, Robert Frost
  8. Dreams, Langston Hughes
  9. A Dream Within A Dream, Edgar Allan Poe
  10. If You Forget Me, Pablo Neruda

Trending Poets

[Hata Bildir]